Sucessos

Resumo das Principais Conquistas da ANCEFA

Ao longo dos anos, a ANCEFA cresceu progressivamente passando de uma ONG de influência política com poucos membros, para mais de 39 países afiliados, três escritórios regionais, para além do Secretariado Regional em Dakar. A organização coordenou, ao longo dos anos, a implementação de programas educativos importantes e continua a implementar vários projectos em diferentes países. Estabeleceu-se como um órgão continental, trabalhando com vários parceiros internacionais, regionais e nacionais, para promover campanhas universais de educação gratuita de qualidade e analisar alguns dos enquadramentos políticos cruciais.

Através dos seus programas, a ANCEFA fez contribuições significativas para a Conferência Ministerial da Região da África Subsariana sobre Educação pós-2015 (Kigali, Ruanda, Fevereiro de 2015), sob os auspícios da UNESCO, da Comissão da UA e do Governo do Ruanda, para desenvolver recomendações regionais chave para enriquecer a agenda de educação pós-2015 e o Quadro de Acção que foi adoptado no Fórum Mundial de Educação em Incheon, Coreia do Sul, em Maio de 2015, e a agenda de desenvolvimento mais ampla da ONU adoptada na ONU, em Setembro de 2015.

No âmbito do seu programa advocacia pelo financiamento da educação, a ANCEFA fez contribuições no Terceiro Fórum Internacional de Financiamento para o Desenvolvimento, Adis Abeba, Etiópia, Julho de 2015.Esta reunião contou com a participação de representantes políticos de alto nível, Chefes de Estado e Governos, Ministros das Finanças, Relações Exteriores e Cooperação para o Desenvolvimento, partes interessadas institucionais relevantes, ONG e entidades do sector empresarial. A conferência produziu um documento final negociado e acordado entre os governos, a Agenda de Acção de Adis Abeba (AAAA), anunciada como uma contribuição importante para a implementação da agenda de desenvolvimento pós-2015.
Posteriormente, a ANCEFA participou na Assembleia Geral das Nações Unidas na Agenda Pós-2015 para assinala a 70.ª Assembleia Geral das Nações Unidas (AGNU) para a adopção da agenda pós-2015. As contribuições da ANCEFA nesta reunião enriqueceram significativamente o desenvolvimento dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). A ANCEFA participou para influenciar os debates e, finalmente, testemunhou a adopção dos ODS como uma voz representativa das OSC em África.
O trabalho da ANCEFA a nível nacional contribuiu para o aumento das alocações orçamentais de pelo menos 6% do PIB ou 20% dos seus orçamentos nacionais de educação. Estes países incluem o Gana, a Etiópia, a Zâmbia, a Tanzânia e o Burkina Faso. O trabalho da ANCEFA, também, está a contribuir para garantir que a educação é abordada de forma holística e que as questões relacionadas com acesso são analisadas, juntamente, com a qualidade e a equidade.
Além de ser instrumental na primeira Comissão Técnica Especializada da União Africana para a Ciência e Tecnologia da Educação, em Adis Abeba, a ANCEFA mobilizou as OSC focadas na educação (incluindo a Associação de Universidades Africanas, Associação para o Desenvolvimento da Educação na África (ADEA), Educação Internacional (EI) , FAWE, etc.) e apresentou os destaques das lacunas da CESA, um comunicado resultante e contributos escritos para a Equipa de Elaboração da CESA, para ajudar a resolver a lacuna identificada.
A ANCEFA, também, foi instrumento em importantes compromissos e conferências de advocacia internacional nos quais a organização influenciou várias decisões e processos políticos. Alguns deles incluem o Fórum Mundial de Educação de 2015 e o Fórum de Educação de Alto Nível 2030, o Fórum Mundial de Educação (FME) na Coreia e a Conferência de Educação de Alto Nível, em Novembro de 2015, em Paris. A ANCEFA e algumas OSC africanas participaram como membros da UNESCO Consulta de ONG sobre EPT (CCNGO / EPT). A ANCEFA liderou a elaboração do documento de resultados do FME. A ANCEFA participou em várias sessões do Fórum de ONG e, também, fez parte da Equipa de Direcção. A ANCEFA mobilizou organizações da sociedade civil africanas para envolver os Ministros da Educação, Representantes da UA e agências da ONU no documento final.
A organização, também, elaborou documentos de posicionamento que foram utilizados para influenciar os principais resultados do FEM 2015 e a Declaração de Incheon, que foi adoptada com fortes contribuições da organização da sociedade civil e contemplou muitos dos contributos da Declaração anterior do Fórum de ONG, assim como sobre educação inclusiva, financiamento da educação e monitoramento e mecanismo de acompanhamento.
A ANCEFA construiu e ganhou legitimidade não apenas com instituições nacionais e locais em toda a África, mas também com instituições continentais, regionais e globais (AU, CEDEAO, SADC, CEDEAO, ONU, etc.) e organizações internacionais como UNESCO, OXFAM, ACTIONAID, GCE, GPE, Save the Children e muitas mais.

Cobertura mediática

Nossos parceiros

Previous Next
Close
Test Caption
Test Description goes like this